home 
  rádio 
  equipe 
  programação 
  promoções 
  notícias 
  agenda de shows 
  casas de shows 
  galeria de fotos 
  rádio on-line 
  painel eletrônico 
  musica ambiente 
  cadastre-se 
  fale conosco 
 
Consagração a Nossa Senhora
06:55 hs às 07:00 hs
 

 
Dois terços dos beneficiados pelo FGTS vão pagar dívida ou poupar, revela Associação Comercial de SP
Pesquisa ainda indica que 21% dos entrevistados, porém, não sabem o que fazer com o dinheiro
 

Levantamento da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) revela que, dos brasileiros que vão sacar o dinheiro das contas inativas do FGTS, 39% usarão o recurso para pagar contas em atraso e 27% vão investir, guardar ou aplicar. Assim, dois terços vão preferir quitar dívidas ou poupar ao invés de comprar.

Ainda segundo a pesquisa - feita entre os dias 1º e 15 de março em todo o Brasil -, 21% dos consumidores que retirarão o FGTS não sabem o que fazer com o dinheiro. Já 10% pretendem reformar a casa, 3% devem viajar e 3% têm intenção de comprar alimentos e outros itens em supermercados.

Oportunidade
“Embora a maioria das pessoas não vá usar o dinheiro para consumir, há uma oportunidade para ser aproveitada pelo varejo, que deve investir em promoções, liquidações e marketing para atrair os 21% de consumidores indecisos”, diz Alencar Burti, presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp).

Como o saque das contas inativas vai até julho, ele destaca que o FGTS pode contribuir para melhorar as vendas nas próximas datas comemorativas - Páscoa, Dia das Mães e Dia dos Namorados - além das férias escolares. “A Semana Santa e o Domingo de Páscoa abrem espaço para os supermercadistas. Já o Dia das Mães é a segunda data mais importante para o comércio. Ou seja: é preciso aproveitar esses momentos”, ressalta Burti.

Efeito multiplicador
O percentual de brasileiros que planejam usar o FGTS para quitar dívidas (39%) também cria uma possibilidade para o varejo, uma vez que tira o nome do consumidor da lista de inadimplentes e dá chance de novos crediários. “É um efeito multiplicador. Isso reabre condições de crédito que podem ser melhor aproveitadas se a queda dos juros for intensificada”, observa o dirigente.

O levantamento aponta ainda que 23% dos consumidores têm conta inativa para sacar, 68% não possuem e 9% não sabem ou não responderam.

Do universo de entrevistados, 87% disseram que sabiam sobre a medida e 93% mostraram-se favoráveis a ela. “A medida pode impactar positivamente nos índices de confiança dos consumidores”, frisa Alencar Burti. “A liberação das contas é muito bem-vinda e vem num momento oportuno. Representa uma ponte para o Brasil atravessar o resto da crise e entrar melhor no segundo semestre, que é quando realmente esperamos que a atividade econômica volte a crescer”, finaliza o presidente da ACSP.

Encomendada pela ACSP ao Instituto Ipsos, a pesquisa foi elaborada a partir de entrevistas domiciliares com 1.200 pessoas em todo o País, por amostra probabilística representativa da população brasileira de áreas urbanas de acordo com dados oficiais do IBGE (Censo 2010 e PNAD 2014). A margem de erro é de aproximadamente três pontos percentuais.

Fonte:Associação Comercial de São Paulo
 
   
voltar
Wesley Safadão
Ar condicionado no 15
Acácio
Foi amor
Simone & Simaria
Regime fechado
Joelma
Chora não coração
Marília Mendonça
De quem é a clpa
Mano Walter
Meu cavalo é show
Tayrone
Vai ter troco
Malla 100 Alça
Vai se arrepender
Léo Magalhães
Ai é quando dói
Junior Viana
Laranjinha
Thiago Jhonathan
Forró de pegada
Renner Bahia
Chamou chamou
Sacode
Você anda falando
Lagosta Bronzeada
Frio da solidão
Pablo
Desapeguei
Forró Boys
Coladinho
Washington Brasileiro
Manda um nudê
Moleca 100 Vergonha
Espelho meu
Bonde do Brasil
Você não manda em mim
Soró Silva
Gadinho novo
radio imprensa fm - 102,5 mhz   fone:11 3252 6046    São Paulo - Brasil
2006 - Todos os direitos reservádos